Negócios

Construindo um mundo mais renovável


A Altri tem vindo a orientar a sua estratégia no sentido da criação de valor através do seu desenvolvimento com base nos três pilares de sustentabilidade sendo por isso considerada uma empresa de referência europeia na produção de pasta de celulose, na gestão florestal sustentável e na produção de energia renovável.


Substituir materiais de origem fóssil


Atualmente a Altri tem três unidades industriais, duas de pasta de papel - a Celbi e a Celtejo - e outra a produzir pasta solúvel - a Caima - que produz essencialmente para o mercado têxtil para substituição de fibras sintéticas de origem fóssil.


Produzimos cerca de 1,2 milhões de toneladas por ano de pasta de celulose para o mercado.


Promover uma gestão sustentável das florestas


Somos responsáveis pela gestão de cerca de 86,3 mil hectares de floresta em território nacional, equilibrando nesta área floresta de produção ( essencial para a nossa atividade) e floresta de conservação com preservação dos valores naturais presentes. Esta área é certificada de acordo com as normas internacionais de referência.


Produzir energia renovável


Somos líderes no setor das energias renováveis de base florestal e injetamos na rede elétrica nacional energia elétrica renovável, evitando aproximadamente 174 mil toneladas de emissões CO2. Cerca de 91% das fontes de energia para o processo de fabrico são não fósseis.


Utilizar materiais renováveis e sustentáveis


As oportunidades para o nosso setor são inúmeras, uma vez que a matéria prima que utilizamos - a madeira - é produzida de forma sustentável, renovável e de origem não fóssil. Produzimos produtos alternativos aos que utilizam matérias primas não renováveis e, neste campo, a Altri tem vindo a investir fortemente na investigação e desenvolvimento na procura de produtos sustentáveis de alto valor acrescentado. 96% das matérias primas utilizadas são renováveis.


Promover a eficiência na utilização de recursos


A nossa indústria faz uma abordagem integrada da floresta, utiliza a fibra para produzir pasta celulósica, a leninha que é a cola das fibras, a biomassa florestal residual para produção de energia em condições que não comprometam a sustentabilidade dos solos.


Promoção da economia circular e a descarbonização


Integramos o setor que faz parte da solução para atingir o objetivo da neutralidade carbónica, com a capacidade de sequestro da nossa floresta e com os nossos produtos renováveis que contribuem para uma economia circular.


Pasta de Papel


A produção de pastas de eucalipto é o core business da Altri, que detém três fábricas localizadas em Portugal. As pastas produzidas têm diversas aplicações, nomeadamente a produção de papel, destacando-se a produção de papéis tissue e de impressão e escrita, e a pasta solúvel, que é utilizada na produção de têxteis, nomeadamente através de rayon.



Floresta

A Altri desenvolveu uma estratégia assente na gestão florestal integrada, com o objetivo de maximizar a sua utilização eficiente. A floresta é o principal ativo da Altri, sendo que a gestão sustentável deste recurso é absolutamente vital.


A Altri gere, através da sua subsidiária Altri Florestal, cerca de 86,3 mil hectares de floresta em Portugal, integralmente certificada pelo Forest Stewardship Council® (FSC® FSC-C004615) e pelo Programme for the Endorsement of Forest Certification™ (PEFC™), dois dos mais reconhecidos mecanismos de certificação florestal a nível mundial.




Energias Renováveis


Para além da produção de pastas, a floresta é uma fonte de energia renovável, através da biomassa florestal ou da cogeração renovável.


A Altri desenvolve ainda, através da GreenVolt projetos pan-europeus de energia a partir de biomassa, solar e eólica.


A GreenVolt é uma empresa líder na produção de energias renováveis. A empresa, que assumiu anteriormente outras designações sociais, iniciou a sua atividade, em dezembro de 2005, com a agregação de diversos ativos de produção de energia a partir de biomassa, de sobrantes florestais e agroflorestais.


Maioritariamente detida pelo Grupo Altri, um dos maiores produtores mundiais de pasta de papel de fibra curta a partir de eucalipto, beneficiou de sinergias com a atividade de gestão florestal e de produção de pasta de papel do Grupo.


A empresa é hoje a principal referência em termos de produção de energia a partir de biomassa, sendo líder de mercado em Portugal, e está a desenvolver projetos de energia a partir de fontes renováveis, nomeadamente solar e eólica.


A GreenVolt foi a primeira empresa a realizar uma emissão obrigacionista "verde" admitida à negociação, em Portugal, no mercado não regulamentado Euronext Access Lisbon, que teve como objetivo a construção de uma nova central termoelétrica a biomassa, na Figueira da Foz, com uma potência instalada de 34,5 MWe.